Farmácia Portela

O NOSSO

BLOG

BLOG

POSTS RELACIONADOS

Simplifique a Desparasitação do seu Animal de Estimação. Dicas Rápidas e Simples.

Se tem um animal de estimação certamente já deu por si a pensar como lhe proporcionar a melhor vida possível. Alimentá-lo, levá-lo ao veterinário quando está doente e brincar com ele todo o dia, foram provavelmente as primeiras coisas em que pensou. Contudo, existem cuidados que não podem ser descurados.

Quem nunca teve um cão/gato de casa com pulgas que pareciam vindas do nada?

Muitas vezes temos a tendência para pensar que a desparasitação interna e externa de animais, que estão maioritariamente em casa, não é assim tão importante. No entanto, este pensamento não poderia estar mais errado, uma vez que nós próprios somos, grande parte das vezes, os responsáveis pela introdução dos parasitas no meio doméstico. Sim, nós levamos os parasitas para casa seja nos nossos sapatos, seja nas nossas roupas. A desparasitação interna e externa é muitas vezes esquecida, porém, é uma parte muito importante da proteção dos nossos animais, e da nossa própria proteção.

A regularidade da desparasitação vai depender um pouco da idade e do estilo de vida do seu animal de estimação. No início da vida, quer de um cachorro, quer de um gatinho, o esquema de desparasitação é o mesmo: a mãe deve ser desparasitada interna e externamente antes da ninhada nascer e depois do parto todos devem ser desparasitados internamente a cada duas semanas, até estes atingirem as oito semanas. A desparasitação externa deve ser feita com sprays próprios para o efeito, uma vez que as pipetas nesta fase ainda poderão ser tóxicas.

A partir das oito semanas e, até aos seis meses, devemos desparasitá-los interna e externamente de forma mensal. Atualmente existem no mercado vários tipos de desparasitantes, desde comprimidos, sprays, pipetas ou até mesmo as tão conhecidas coleiras.

Animais com acesso ao exterior devem ser desparasitados com mais regularidade. A desparasitação interna deve ser feita a cada três meses com o comprimido, sendo a externa dependente do desparasitante utilizado: poderá aplicar uma pipeta com a duração de um a três meses, poderá optar-se por uma coleira desparasitante com a duração de seis a oito meses e/ou poderá associar-se um comprimido específico para pulgas com uma das duas opções.

Porquê em associação? Porque o comprimido atua ao nível do sangue implicando haver uma picada à priori. O comprimido mata de facto o parasita no organismo, mas não impede a sua picada e patologias a ela associadas, como a dermatite alérgica à picada da pulga (DAPP) ou até mesmo a leishmaniose.

Os parasitas externos mais comuns são as pulgas e as carraças. As pulgas vivem no pelo do animal, alimentando-se de sangue, acasalam e põem ovos. Delas advêm diversos problemas para o animal: pelo baço, pele inflamada, comichão, anemia, eventual transmissão de parasitas para o sangue e também dermatite alérgica à picada da pulga. Existem igualmente perigos para nós, associados ao contacto direto com o animal ou com o seu ambiente.

Já no caso de animais de vida exclusivamente interior, a nossa recomendação é que se mantenha a desparasitação interna a cada quatro a seis meses e a desparasitação externa a cada três meses.

No caso do seu animal de estimação ter pulgas, deverá fazer uma desinfestação da casa, lavagem das mantas, camas, almofadas a, pelo menos 60ºC na máquina, para que os ovos das pulgas morram, caso contrário, as reinfestações serão frequentes.

Se tem animais em casa, não hesite em visitar-nos. Aqui encontra uma equipa habilitada a aconselhar os melhores cuidados e os produtos mais adequados para a saúde e o bem-estar do seu melhor amigo. Pode contar sempre com a Farmácia Portela para o ajudar quer na sua saúde quer na saúde do seu animal!

Gostou? Partilhe com os seus amigos!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Simplifique a Desparasitação do seu Animal de Estimação. Dicas Rápidas e Simples.

Se tem um animal de estimação certamente já deu por si a pensar como lhe proporcionar a melhor vida possível. Alimentá-lo, levá-lo ao veterinário quando está doente e brincar com ele todo o dia, foram provavelmente as primeiras coisas em que pensou. Contudo, existem cuidados que não podem ser descurados.

Quem nunca teve um cão/gato de casa com pulgas que pareciam vindas do nada?

Muitas vezes temos a tendência para pensar que a desparasitação interna e externa de animais, que estão maioritariamente em casa, não é assim tão importante. No entanto, este pensamento não poderia estar mais errado, uma vez que nós próprios somos, grande parte das vezes, os responsáveis pela introdução dos parasitas no meio doméstico. Sim, nós levamos os parasitas para casa seja nos nossos sapatos, seja nas nossas roupas. A desparasitação interna e externa é muitas vezes esquecida, porém, é uma parte muito importante da proteção dos nossos animais, e da nossa própria proteção.

A regularidade da desparasitação vai depender um pouco da idade e do estilo de vida do seu animal de estimação. No início da vida, quer de um cachorro, quer de um gatinho, o esquema de desparasitação é o mesmo: a mãe deve ser desparasitada interna e externamente antes da ninhada nascer e depois do parto todos devem ser desparasitados internamente a cada duas semanas, até estes atingirem as oito semanas. A desparasitação externa deve ser feita com sprays próprios para o efeito, uma vez que as pipetas nesta fase ainda poderão ser tóxicas.

A partir das oito semanas e, até aos seis meses, devemos desparasitá-los interna e externamente de forma mensal. Atualmente existem no mercado vários tipos de desparasitantes, desde comprimidos, sprays, pipetas ou até mesmo as tão conhecidas coleiras.

Animais com acesso ao exterior devem ser desparasitados com mais regularidade. A desparasitação interna deve ser feita a cada três meses com o comprimido, sendo a externa dependente do desparasitante utilizado: poderá aplicar uma pipeta com a duração de um a três meses, poderá optar-se por uma coleira desparasitante com a duração de seis a oito meses e/ou poderá associar-se um comprimido específico para pulgas com uma das duas opções.

Porquê em associação? Porque o comprimido atua ao nível do sangue implicando haver uma picada à priori. O comprimido mata de facto o parasita no organismo, mas não impede a sua picada e patologias a ela associadas, como a dermatite alérgica à picada da pulga (DAPP) ou até mesmo a leishmaniose.

Os parasitas externos mais comuns são as pulgas e as carraças. As pulgas vivem no pelo do animal, alimentando-se de sangue, acasalam e põem ovos. Delas advêm diversos problemas para o animal: pelo baço, pele inflamada, comichão, anemia, eventual transmissão de parasitas para o sangue e também dermatite alérgica à picada da pulga. Existem igualmente perigos para nós, associados ao contacto direto com o animal ou com o seu ambiente.

Já no caso de animais de vida exclusivamente interior, a nossa recomendação é que se mantenha a desparasitação interna a cada quatro a seis meses e a desparasitação externa a cada três meses.

No caso do seu animal de estimação ter pulgas, deverá fazer uma desinfestação da casa, lavagem das mantas, camas, almofadas a, pelo menos 60ºC na máquina, para que os ovos das pulgas morram, caso contrário, as reinfestações serão frequentes.

Se tem animais em casa, não hesite em visitar-nos. Aqui encontra uma equipa habilitada a aconselhar os melhores cuidados e os produtos mais adequados para a saúde e o bem-estar do seu melhor amigo. Pode contar sempre com a Farmácia Portela para o ajudar quer na sua saúde quer na saúde do seu animal!

Gostou? Partilhe com os seus amigos!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

POSTS RELACIONADOS

REGISTER

Your personal data will be used to support your experience throughout this website, to manage access to your account, and for other purposes described in our política de privacidade.